Notícias

Rodrigo Oliveira  I  12 março 2013 - 23:04:55

Em Belo Horizonte, vereadores participam do III Congresso Mineiro de Vereadores  e cobram agilidade do DER-MG nas obras do asfalto para Passa Vinte

Distância de 400 quilômetros da capital e estradas quase intransitáveis não impedem vereadores de buscar qualidade e aprendizado para a realização de um bom mandato

Vereadores de Passa Vinte e o Dep. Estadual Elismar Prado (ao centro)

​​​​Com o tema "Todos Juntos por Um Diálogo Municipalista", o III Congresso Mineiro de Vereadores, promovido pela Associação Mineira de Municípios (AMM), contou com a participação de oito membros da Câmara Municipal de Passa Vinte, nos dias 05 e 06 de março, e debateu questões importantes como a situação financeira dos municípios, o desequilíbrio federativo, o controle e a fiscalização parlamentar, as leis orgânicas, regimentos internos, entre outros assuntos.

Foto: Divulgação internet

Governador Antonio Anastasia durante abertura do evento

​Presente na abertura do evento, o governador Antonio Anastasia destacou a importância do vereador na comunidade e o que este representa. “Sabemos que o vereador, por estar mais próximo do cidadão, é aquele que muitas vezes vocaliza e apresenta as reivindicações mais próprias do dia a dia e, por isso, sofre uma cobrança muito efetiva. Ele é um elo muito importante entre o cidadão, o prefeito, e também, é claro, o governo do estado”, afirmou o governador.

O Congresso veio em boa hora para justamente informar e capacitar uma boa parcela dos 8.440 vereadores eleitos no estado em 2012, de acordo com o presidente da Câmara, Welington Guilherme,

​em seu segundo mandato e também presente no encontro. "O Congresso foi de grande valia para os vereadores. Todos nós pudemos aprender coisas novas e adquirir conhecimentos para nosso trabalho", explicou Welington.​

"Asfalto: o sonho"

​Aproveitando a estadia na capital, os vereadores compareceram no Departamento de Estradas e Rodagens de Minas Gerais (DER-MG), onde se reuniram com o chefe de gabinete, engenheiro César Pomárico, e cobraram a finalização dos quase 12 km das obras do asfaltamento da MG-457 que liga Passa Vinte a BR 267, além dos 5 km do trecho que liga a sede do município à divisa com o estado do Rio de Janeiro. As obras se encontram paralisadas, deixando à própria sorte os usuários que dependem da rodovia. Sem contar uma intervenção realizada no calçamento na saída da cidade e que, durante as chuvas, causa entupimento de bueiros e inundações em casas vizinhas.​​

Reunião com César Pomárico, chefe de gabinete do DER-MG

​Segundo o engenheiro, que afirmou não ter tido conhecimento sobre a paralisação, as obras deveriam estar em andamento e informou que tomará providências para que a empresa Engetran, responsável pelas obras, retome os trabalhos imediatamente.

De acordo com o vereador Magno Faisther, um ofício já havia sido enviado à sub-chefia do DER-MG, em Juiz de Fora, informando sobre a paralisação e, mesmo assim, a empresa Engetran não retomou as obras. "Eis o motivo pelo qual nos dirigimos ao DER de Belo Horizonte, visto que, mesmo informando à sub-chefia de Juiz de Fora sobre a paralisação, as obras não tiveram andamento. O asfalto para Passa Vinte é de extrema importância,

afirmou o vereador.​​​

​​Ainda de acordo com Faisther, a situação é crítica. "Os carros escolares, os caminhões que transportam mercadorias para o município e a própria população estão tendo sérios problemas com isso. Se o DER-MG licitou e a empresa Engetran é a responsável pelas obras, ela não pode deixar a estrada bagunçada como está. Mesmo tendo chuvas constantes, é preciso manter, pelo menos, as condições mínimas de acesso das rodovias", explicou.​​

​​​Quem mais sofre é o município como um todo. Sem acesso, nem mesmo o progresso consegue chegar. Com um potencial grande para o turismo, a cidade tenta atrair visitantes e se desenvolver na área, porém sem sucesso. O comércio local também se vê prejudicado, uma vez que os fretes são mais caros e as opções de transporte menores, o que eleva os custos das mercadorias vendidas no município e priva o consumidor de preços competitivos.​​

​​​​Os usuários da rede municipal de saúde também são obrigados a se submeterem a uma verdadeira "via crúcis" ao precisarem de atendimento médico especializado que, assim como em muitos​

Condições precárias das estradas impedem o progresso

​​​​municípios pequenos do estado, são oferecidos em cidades maiores no entorno. No caso de Passa Vinte, os pacientes são encaminhados à cidade de Juiz de Fora, localizada a 160 quilômetros do município.​

Paralisada, obra em calçamento traz riscos para pedestres

​​​​​Nesse ritmo, a manutenção dos veículos da prefeitura se torna onerosa, uma vez que o desgaste dos veículos é intenso, gerando custos ao executivo, sem contar as ações implementadas pela prefeitura anualmente para tentar melhorar e conservar as boas condições de tráfego das estradas.​

​​​​​Os problemas causados pela falta de um acesso adequado são muitos e enquanto o asfalto não chega, a população passavintense continuará sofrendo com o precário acesso que o município possui. Seja para o lazer ou o trabalho, transitar pelas estradas de Passa Vinte requer um exercício de muita paciência, coragem e disposição para​

​​​​​encarar barro e buraco, principalmente na estação chuvosa.​

Este Legislativo Municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Passa Vinte. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Este site está em constante atualização e melhoria. 

Câmara Municipal de Passa Vinte - Rua da Liberdade, 155 - Passa Vinte - Minas Gerais - Brasil - CEP 37.330-000

Tel/Fax.: (32) 3295-1178 - Email: camarapassavinte@hotmail.com

Câmara Municipal de Passa Vinte. Copyright©2020. Todos os direitos reservados.

  • s-youtube
  • s-twitter
  • s-facebook